Pretende receber conteúdos no seu correio eletrónico sempre que algo é publicado?

Subscrever

Clique para classificar esta publicação!
Total: 1 Média: 5

Os benefícios dos exercícios de Kegel para mulheres com incontinência urinária

A incontinência urinária é um problema comum entre as mulheres, especialmente à medida que envelhecem ou após o parto. Pode ser embaraçoso e limitante, afetando sua qualidade de vida. No entanto, há esperança para as mulheres que sofrem de incontinência urinária. Os exercícios de Kegel, também conhecidos como exercícios do assoalho pélvico, podem ser uma solução eficaz para esse problema.

O que são os exercícios de Kegel?

Os exercícios de Kegel envolvem a contração e relaxamento dos músculos do assoalho pélvico. Esses músculos suportam a bexiga, o útero e o reto. Eles desempenham um papel crucial no controle da micção e dos movimentos intestinais. A fraqueza nos músculos do assoalho pélvico pode levar à incontinência urinária, entre outros problemas.

Como os exercícios de Kegel podem ajudar as mulheres com incontinência urinária?

Ao praticar regularmente os exercícios de Kegel, as mulheres podem fortalecer seus músculos do assoalho pélvico e melhorar o controle da bexiga. Isso pode reduzir significativamente ou até eliminar a incontinência urinária. Os exercícios de Kegel também podem ajudar as mulheres com incontinência de esforço, que ocorre quando há pressão sobre a bexiga, como durante tosse ou espirro.

Como realizar exercícios de Kegel?

É essencial realizar corretamente os exercícios de Kegel para obter o benefício completo. Aqui está um guia passo a passo:

  1. Encontre os músculos corretos - A maneira mais fácil de encontrar os músculos do assoalho pélvico é interromper a micção no meio do caminho. Os músculos que você usa para fazer isso são seus músculos do assoalho pélvico.
  2. Contraia os músculos - Depois de identificar os músculos, contraia-os por três a cinco segundos. Deve parecer que você está levantando seus músculos do assoalho pélvico.
  3. Relaxe os músculos - Depois de contrair os músculos, relaxe-os por três a cinco segundos.
  4. Repita - Repita o processo dez vezes seguidas, três vezes ao dia. Com o tempo, você pode aumentar o tempo de duração da contração e o número de repetições.

É importante notar que os exercícios de Kegel não devem ser feitos enquanto se urina. Fazer isso pode levar a uma esvaziamento incompleto da bexiga e aumentar o risco de infecções do trato urinário.

Como Realizar os Exercícios de Kegel Corretamente

Os exercícios de Kegel, também conhecidos como exercícios do assoalho pélvico, podem ser benéficos para mulheres de todas as idades. Eles podem ajudar a fortalecer os músculos do assoalho pélvico, melhorar o controle da bexiga e aprimorar a função sexual. No entanto, é essencial realizar os exercícios de Kegel corretamente para obter benefícios máximos. Neste artigo, forneceremos instruções passo a passo sobre como realizar os exercícios de Kegel corretamente, incluindo dicas para manter a postura correta e evitar erros comuns.

Guia Passo a Passo para os Exercícios de Kegel

ejercicios kegel
  1. Identifique os Músculos do Pavimento Pélvico: Antes de começar os exercícios de Kegel, é crucial identificar os músculos corretos. Para fazer isso, tente parar o fluxo de urina enquanto estiver indo ao banheiro. Os músculos que você usa para parar a urina são os músculos do pavimento pélvico.
  2. Esvazie a Bexiga: Esvaziar a bexiga antes de fazer os exercícios de Kegel pode prevenir vazamentos de urina durante o exercício.
  3. Sente, Fique em Pé ou Deite-se: Você pode realizar os exercícios de Kegel em qualquer posição que seja confortável para você. No entanto, é recomendado começar deitado de costas com os joelhos dobrados e os pés apoiados no chão.
  4. Contraia os Músculos do Pavimento Pélvico: Aperte os músculos do pavimento pélvico por 3-5 segundos e depois solte por 3-5 segundos. Repita isso 10 vezes e tente fazer esse exercício pelo menos 3 vezes ao dia.
  5. Não Prenda a Respiração: Certifique-se de respirar normalmente enquanto faz os exercícios de Kegel. Prender a respiração pode causar tensão nos músculos e dificultar a realização do exercício corretamente.
  6. Não Tensione os Músculos Abdominais ou das Coxas: Concentre-se apenas em contrair os músculos do pavimento pélvico enquanto faz os exercícios de Kegel. Tensionar os músculos abdominais ou das coxas pode causar ativação incorreta dos músculos.
  7. Aumente Gradualmente as Repetições: Uma vez que você se sentir confortável fazendo 10 repetições, tente aumentar gradualmente o número de repetições. No entanto, evite exagerar e fique no que lhe é confortável.

Dicas para manter a forma adequada e evitar erros comuns

  1. Evite tensionar os músculos das nádegas, pois isso pode causar ativação muscular incorreta.
  2. Não se apresse durante o exercício. Leve o seu tempo e concentre-se na forma adequada.
  3. Use um espelho para garantir que você está usando os músculos corretos e não tensionando outros músculos.
  4. Evite fazer exercícios de Kegel enquanto urina, pois isso pode causar esvaziamento incompleto da bexiga e aumentar o risco de infecções do trato urinário.
  5. Consulte um profissional de saúde se tiver alguma preocupação ou dúvida sobre a realização de exercícios de Kegel.

Exercícios de Kegel para mulheres com prolapso de órgãos pélvicos

O prolapso de órgãos pélvicos é uma condição comum que afeta muitas mulheres, especialmente aquelas que deram à luz vaginalmente ou estão passando pela menopausa. Ele ocorre quando os músculos e ligamentos que suportam os órgãos pélvicos, como o útero, a bexiga e o reto, enfraquecem e se esticam, causando a queda ou protrusão desses órgãos na vagina. Embora a cirurgia seja uma opção para casos graves, os exercícios de Kegel podem ser um tratamento não cirúrgico eficaz para prolapso de órgãos pélvicos leves a moderados. Neste artigo, exploraremos como os exercícios de Kegel podem ajudar as mulheres com prolapso de órgãos pélvicos a melhorar seus sintomas e evitar a cirurgia.

Como os Exercícios de Kegel Ajudam com o Prolapso de Órgãos Pélvicos

Os exercícios de Kegel, também conhecidos como exercícios do assoalho pélvico, envolvem a contração e o relaxamento dos músculos do assoalho pélvico. Esses exercícios podem ajudar a fortalecer os músculos e melhorar o suporte para os órgãos pélvicos, reduzindo a gravidade dos sintomas de prolapso.

Um estudo publicado no International Urogynecology Journal descobriu que as mulheres com prolapso de órgãos pélvicos leves a moderados que realizaram exercícios de Kegel tiveram uma melhora significativa em seus sintomas, incluindo menos protuberância vaginal e desconforto. Outro estudo publicado no British Journal of Obstetrics and Gynaecology descobriu que a realização de exercícios de Kegel durante a gravidez reduziu o risco de prolapso de órgãos pélvicos pós-parto.

Como realizar exercícios de Kegel para prolapso de órgãos pélvicos

Realizar exercícios de Kegel corretamente é essencial para obter benefícios máximos. Aqui está um guia passo a passo sobre como realizar exercícios de Kegel para prolapso de órgãos pélvicos:

  1. Identifique os Músculos do Assoalho Pélvico: Antes de começar os exercícios de Kegel, é crucial identificar os músculos corretos. Para fazer isso, tente interromper o fluxo de urina enquanto vai ao banheiro. Os músculos que você usa para interromper a micção são os músculos do assoalho pélvico.
  2. Esvazie a Bexiga: Esvaziar a bexiga antes de fazer os exercícios de Kegel pode prevenir a perda de urina durante o exercício.
  3. Contraia os Músculos do Assoalho Pélvico: Aperte os músculos do assoalho pélvico por 3-5 segundos e, em seguida, relaxe por 3-5 segundos. Repita isso 10 vezes e tente fazer este exercício pelo menos 3 vezes ao dia.
  4. Aumente Gradualmente as Repetições: Uma vez que você se sentir confortável fazendo 10 repetições, tente aumentar gradualmente o número de repetições. No entanto, evite exagerar e mantenha-se dentro do que é confortável para você.
  5. Não Prenda a Respiração: Certifique-se de respirar normalmente enquanto realiza os exercícios de Kegel. Prender a respiração pode causar tensão nos músculos e dificultar a realização do exercício corretamente.
  6. Não Contraia os Músculos Abdominais ou das Coxas: Concentre-se apenas em contrair os músculos do assoalho pélvico enquanto realiza os exercícios de Kegel. Contrair os músculos abdominais ou das coxas pode causar ativação muscular incorreta.
  7. Use um Espelho: Usar um espelho pode ajudá-lo a garantir que está realizando o exercício corretamente e não contraindo outros músculos.

O papel dos exercícios de Kegel na saúde sexual

Os exercícios de Kegel, também conhecidos como exercícios do assoalho pélvico, são frequentemente recomendados por profissionais de saúde para mulheres que sofrem de incontinência urinária ou prolapso de órgãos pélvicos. No entanto, esses exercícios também podem ter um impacto significativo na saúde sexual. Neste artigo, exploraremos o papel dos exercícios de Kegel na saúde sexual e como eles podem melhorar a função sexual em mulheres.

Os benefícios dos exercícios de Kegel na saúde sexual

Os exercícios de Kegel envolvem a contração e relaxamento dos músculos do assoalho pélvico, responsáveis por suportar os órgãos pélvicos e controlar a bexiga e o intestino. Ao realizar regularmente os exercícios de Kegel, as mulheres podem experimentar os seguintes benefícios para sua saúde sexual:

  1. Fortalecimento dos Músculos do Assoalho Pélvico: Os músculos do assoalho pélvico fortalecidos podem melhorar a função sexual, aumentando a força dos músculos vaginais e melhorando as sensações durante a relação sexual.
  2. Melhora da Sensação: Os exercícios de Kegel podem melhorar a sensação durante a atividade sexual, aumentando o fluxo sanguíneo para a região pélvica e melhorando a força e o tom dos músculos do assoalho pélvico.
  3. Redução da Dor: Os exercícios de Kegel também podem reduzir a dor durante a atividade sexual, como a dor durante a penetração ou o desconforto causado pela prolapsia de órgãos pélvicos.

Como Realizar Exercícios de Kegel para a Saúde Sexual

Realizar exercícios de Kegel para saúde sexual é semelhante a realizá-los para incontinência urinária ou prolapso de órgãos pélvicos. Aqui está um guia passo a passo sobre como realizar exercícios de Kegel:

  1. Identifique os Músculos do Assoalho Pélvico: Antes de começar os exercícios de Kegel, é importante identificar os músculos corretos. Para fazer isso, tente interromper o fluxo de urina enquanto vai ao banheiro. Os músculos que você usa para interromper a micção são os seus músculos do assoalho pélvico.
  2. Esvazie a Bexiga: Esvaziar a bexiga antes de fazer os exercícios de Kegel pode evitar vazamento de urina durante o exercício.
  3. Contraia os Músculos do Assoalho Pélvico: Aperte os músculos do assoalho pélvico por 3-5 segundos e solte por 3-5 segundos. Repita isso 10 vezes e tente fazer este exercício pelo menos 3 vezes ao dia.
  4. Aumente Gradualmente Suas Repetições: Quando se sentir confortável fazendo 10 repetições, tente aumentar gradualmente o número de repetições. No entanto, evite exagerar e mantenha-se no que sentir confortável.
  5. Incorpore na Sua Rotina Diária: Incorpore os exercícios de Kegel na sua rotina diária, como fazê-los enquanto escova os dentes ou assiste TV.

Erros Comuns que as Mulheres Cometem ao Realizar os Exercícios de Kegel

Os exercícios de Kegel são uma forma simples e eficaz de fortalecer os músculos do assoalho pélvico e melhorar a incontinência urinária, o prolapso de órgãos pélvicos e a saúde sexual. No entanto, muitas mulheres cometem erros comuns ao realizar os exercícios de Kegel, o que pode reduzir sua eficácia ou até mesmo causar danos. Neste artigo, discutiremos os erros mais comuns que as mulheres cometem ao fazer os exercícios de Kegel e forneceremos dicas para evitá-los.

Não Identificar os Músculos Corretos

O primeiro e mais importante passo ao realizar os exercícios de Kegel é identificar os músculos corretos. Muitas mulheres confundem os músculos abdominais ou da coxa com os músculos do assoalho pélvico, o que pode reduzir a eficácia dos exercícios. Para identificar os músculos do assoalho pélvico, tente interromper o fluxo de urina enquanto usa o banheiro. Os músculos que você usa para interromper a urina são os músculos do assoalho pélvico.

Prender a Respiração

Muitas mulheres prendem a respiração ao realizar os exercícios de Kegel, o que pode aumentar a tensão nos músculos do assoalho pélvico e reduzir sua eficácia. É importante respirar naturalmente e evitar prender a respiração durante os exercícios de Kegel.

Excesso de Esforço

Algumas mulheres se esforçam demais ao realizar os exercícios de Kegel, o que pode causar fadiga muscular ou até mesmo danos aos músculos do assoalho pélvico. É importante começar lentamente e aumentar gradualmente a intensidade e a duração dos exercícios ao longo do tempo.

Inconsistência

A inconsistência é um erro comum que as mulheres cometem ao realizar os exercícios de Kegel. Para obter resultados ótimos, é importante realizar os exercícios consistentemente e regularmente. Tente fazer os exercícios de Kegel pelo menos três vezes ao dia, todos os dias.

Não Relaxar Entre as Contrações

Outro erro comum que as mulheres cometem é não relaxar entre as contrações. É importante relaxar os músculos do assoalho pélvico entre as contrações para evitar a fadiga muscular e promover o fluxo sanguíneo para a área.

Depender Apenas dos Exercícios de Kegel

Embora os exercícios de Kegel sejam eficazes para fortalecer os músculos do assoalho pélvico, eles não devem ser o único método para tratar incontinência urinária, prolapso de órgãos pélvicos ou outros distúrbios do assoalho pélvico. As mulheres também devem procurar orientação de profissionais de saúde e considerar outras opções de tratamento, como fisioterapia, mudanças de estilo de vida ou medicamentos.

Conclusão

Os exercícios de Kegel são uma maneira simples e eficaz de fortalecer os músculos do assoalho pélvico e melhorar a incontinência urinária, o prolapso de órgãos pélvicos e a saúde sexual. No entanto, muitas mulheres cometem erros comuns ao realizar esses exercícios, o que pode reduzir sua eficácia ou até causar danos. Ao identificar os músculos corretos, respirar naturalmente, evitar o excesso de esforço, realizar os exercícios com consistência, relaxar entre as contrações e buscar orientação de profissionais de saúde, as mulheres podem evitar esses erros comuns e obter resultados ótimos com seus exercícios de Kegel.

Referências

KEGEL AH. Progressive resistance exercise in the functional restoration of the perineal muscles. Am J Obstet Gynecol. 1948 Aug;56(2):238-48. [PubMed]2.

Ashton-Miller JA, DeLancey JO. Functional anatomy of the female pelvic floor. Ann N Y Acad Sci. 2007 Apr;1101:266-96. [PubMed]3.

Zanetti MR, Castro Rde A, Rotta AL, Santos PD, Sartori M, Girão MJ. Impact of supervised physiotherapeutic pelvic floor exercises for treating female stress urinary incontinence. Sao Paulo Med J. 2007 Sep 06;125(5):265-9. [PubMed]4.

McLennan MT, Melick CF, Alten B, Young J, Hoehn MR. Patients' knowledge of potential pelvic floor changes associated with pregnancy and delivery. Int Urogynecol J Pelvic Floor Dysfunct. 2006 Jan;17(1):22-6. [PubMed]5.

Kahyaoglu Sut H, Balkanli Kaplan P. Effect of pelvic floor muscle exercise on pelvic floor muscle activity and voiding functions during pregnancy and the postpartum period. Neurourol Urodyn. 2016 Mar;35(3):417-22. [PubMed]6.

Bump RC, Hurt WG, Fantl JA, Wyman JF. Assessment of Kegel pelvic muscle exercise performance after brief verbal instruction. Am J Obstet Gynecol. 1991 Aug;165(2):322-7; discussion 327-9. [PubMed]7.

Dumoulin C, Cacciari LP, Hay-Smith EJC. Pelvic floor muscle training versus no treatment, or inactive control treatments, for urinary incontinence in women. Cochrane Database Syst Rev. 2018 Oct 04;10(10):CD005654. [PMC free article] [PubMed]8.

Cavkaytar S, Kokanali MK, Topcu HO, Aksakal OS, Doğanay M. Effect of home-based Kegel exercises on quality of life in women with stress and mixed urinary incontinence. J Obstet Gynaecol. 2015 May;35(4):407-10. [PubMed]9.

Milsom I, Gyhagen M. The prevalence of urinary incontinence. Climacteric. 2019 Jun;22(3):217-222. [PubMed]10.

Marques A, Stothers L, Macnab A. The status of pelvic floor muscle training for women. Can Urol Assoc J. 2010 Dec;4(6):419-24. [PMC free article] [PubMed]

Clique para classificar esta publicação!
Total: 1 Média: 5
Osteoporose: tudo o que precisa de saber sobre esta doença óssea silenciosa
A osteoporose caracteriza-se pela perda de densidade óssea e pela fragilidade dos ossos, o que aumenta o risco de fracturas. Nesta secção, vamos explorar em pormenor o que é a osteoporose e como afecta a saúde óssea....

Categoria: Mulheres cuidados
Tags: , , ,


Ler mais
A sua rotina mensal: O poder do auto-exame dos seios
O cancro da mama é uma das formas mais comuns de cancro nas mulheres, e a detecção precoce é a chave para um tratamento bem sucedido. Um método amplamente defendido para a detecção precoce é o auto-exame da mama (AEM). Neste artigo, vamos explorar a importância da detecção precoce, os ben...

Categoria: Mulheres cuidados
Tags: , , ,


Ler mais
Exercícios de Kegel: melhores práticas para mulheres
A incontinência urinária é um problema comum entre as mulheres, especialmente à medida que envelhecem ou após o parto. Pode ser embaraçoso e limitante, afetando sua qualidade de vida. No entanto, há esperança para as mulheres que sofrem de incontinência urinária. Os exercícios de Kegel, t...

Categoria: Mulheres cuidados
Tags: , , , ,


Ler mais
Copyright © Medical Pill Reminder
Política de privacidade